terça-feira, 5 de janeiro de 2010

As Contradições da Igreja Adventista do 7º Dia

A Igreja Adventista do Sétimo Dia tem estado sobre o palco do mundo (desde 1844) por mais de 100 anos. Ela tem conquistado muitas pessoas e construído muitos templos e outras organizações que têm a todos impressionado. Mas, sob o brilho de suas realizações repousa uma história diabólica e herética de fraudes que cortam como uma faca afiada a veia jugular do Cristianismo.
OU O EVANGELHO DE CRISTO É UM DOM GRATUITO OU ENTÃO É NADA.
Se alguém crê que realmente ele é um presente, então nada existe a ser feito, exceto crer em Jesus Cristo. "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito para que todo aquele que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna" (Jo. 3:16). Esta mensagem tem confortado a alma de muitas gerações, mas os adventistas não têm proclamado este texto do Evangelho porque os escritos de Ellen White, a fundadora e profetisa dos adventistas, contradizem a mensagem do Evangelho.
DECLARAÇÕES DA SRA. WHITE
Aqui estão alguns exemplos das mensagens de Ellen White que procuram anular completamente o Evangelho de Cristo:Já vi que não é fácil ser cristão. E muito fácil apenas professar o nome de cristão, mas é uma coisa maravilhosa viver a vida cristã. Todos serão julgados de acordo com as suas palavras e ações e não de acordo com a sua profissão de fé. (Testemunhos I pág. 454) Suas palavras e atos o julgarão no último dia. Por eles você será justificado ou condenado. (Testemunhos 11 pág. 315)Todo membro do corpo deveria sentir que a salvação de sua alma depende dos seus próprios esforços. (Ibid. pág. l21)Ele (Jesus) tornou possível aperfeiçoar o caráter cristão através do seu nome e pelo seu próprio valor, dando-nos como exemplo a sua própria vida, ensinando-nos a conseguir tal aperfeiçoamento. (Testemunhos III pág. 365)O homem deve agir com o seu próprio poder, auxiliado pelo poder divino de Cristo a resistir e a conquistar a perfeição. Resumindo, o homem deve se esforçar como Cristo se esforçou... Isto não poderia ser o caso, se Cristo sozinho já fez tudo. O homem deve também fazer a sua parte. Deve ser um vencedor pela sua própria força e pela que Cristo lhe dá. Ele deve ser um co-trabalhador com Cristo no labor da conquista. (Testemunhos IV pag. 32-33).Tais declarações representam a essência do Adventismo, assim como toda a doutrina dos adventistas gira em torno do axioma de Ellen White, isto é, que o homem deve aperfeiçoar-se a si mesmo para obter a salvação. O fato é que o Adventismo se levantará ou cairá em função de sua crença na inquestionável teologia de Ellen White. E os volumes de livros e material escritos por ela explicam detalhadamente como o homem deve proceder para se tornar perfeito. A doutrina do Sábado somente apresenta regras de Ellen White sobre o que fazer ou não fazer, esperando-se que sejam obedecidas. Os adventistas irão negar este fato, mas apenas leia-se a respeito do teste do Sábado (Grande Conflito. pág. 605).Então se poderá entender que a salvação para os adventistas vem essencialmente das obras. Todas as demais doutrinas, como a dos alimentos, são também feitas em testes de trabalho orientados pela membrezia.
ONDE ESTÁ O MEDIADOR?
Um outro fator da rejeição adventista ao verdadeiro Evangelho é a crença anti-bíblica e herética de que no final dos tempos o homem deverá ter atingido a perfeição porque Cristo cessará sua mediação por nós ante o trono de Deus. A Bíblia diz: "E eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos". Porém o Adventismo tem projetado o seu próprio cenário preparado por Ellen White, no qual não está incluída a Pessoa de Jesus Cristo.Aqueles que estiverem vivendo na terra quando a intercessão de Cristo findar no Santuário Celestial, levantar-se-âo diante do Deus Santo sem um Mediador. Suas vestes devem estar imaculadas, seu caráter purificado pelo sangue da aspersão. Através da graça de Deus e de seus próprios esforços devem os homens ser conquistadores da batalha contra o mal. (Ibid pag.l25)Nesses dias terríveis o justo deverá comparecer diante de um Deus Santo sem um intercessor. (Ibid pag. 614)Estas declarações contradizem o fundamento da fé cristã de que Cristo é a nossa única esperança de salvação. Que significado teria a morte e ressurreição de Cristo para nós se, no momento final, estivermos de pé diante de Deus sem a sua mediação? Não podemos nos aperfeiçoar a nós mesmos, e a idéia de que nossa vida será uma longa batalha em busca da perfeição "por nossos próprios e diligentes esforços" e, ainda, termos de comparecer diante de Deus no Dia do Julgamento sem um Mediador, são evidências suficientes de que o Adventismo não é uma religião cristã. Os adventistas estão tentando a perfeição o tempo todo, mesmo sabendo que ninguém pode se tornar perfeito. Sua angústia é por demais aparente, mas a Igreja Adventista não pode se afastar da sua profetisa Ellen White, já que os seus escritos são o fundamento de suas crenças. Sua doutrina não pode oferecer uma esperança real.Nossa oração é que sem demora a Igreja Adventista do Sétimo Dia desperte e compreenda que Jesus Cristo é o único fundamento da igreja. Somente então os adventistas poderão perceber que o puro Evangelho de Jesus Cristo é verdadeiramente um presente de Deus para todos os homens.
DOUTRINAS DA IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA
Doutrina da natureza de Cristo Os ASD ensinam que Cristo, ao vir à terra, tomou sobre si a natureza pecaminosa do homem: “Em sua humanidade, Cristo participou de nossa natureza pecaminosa, caída. Senão, não seria então 'em tudo semelhante aos irmãos' , não seria como nós em tudo.... De sua parte humana, Cristo herdou exatamente o que herda todo filho de Adão - uma natureza pecaminosa “ (Estudos Bíblicos, pp. 140-141)
Juízo Investigativo Segundo a teologia de Ellen Gould White a expiação não foi concluída na cruz do calvário (O Conflito dos Séculos, pp. 420-421). Ao terminarem as 2300 tardes e manhãs, Jesus entrou no lugar santíssimo para efetuar a última parte da sua solene obra - Purificar o santuário.
O lugar de Satanás na Expiação A doutrina da expiação da Igreja Cristã tem defendido que Cristo é o único expiador, sendo que Satanás não tem nenhuma parte na expiação. Com base em Levítico 16:5-10, alegando que o bode emissário tipifica Satanás, os ASD defendem que Satanás não somente levará o peso e castigo de seus próprios pecados, mas também os pecados da hoste dos remidos, os quais foram colocados sobre ele.
A Guarda do Sábado Ellen White em O Conflito dos Séculos, p. 611, diz: “O sábado será a pedra de toque da lealdade... traçar-se-á a linha divisória entre os que servem a Deus e os que não O servem”. Afirmam ainda que “o selo de Deus na vida do cristão é a guarda do sábado” Dizem os adventistas que a guarda do domingo é de origem pagã; logo, afirmam que todos os que não guardarem o sábado receberão o sinal da besta.

Nenhum comentário: