terça-feira, 29 de dezembro de 2009

REVERÊNCIA A MARIA, MÃE DE JESUS – IMAGENS E OUTRAS ABOMINAÇÕES

Na Bíblia, o Velho Testamento contém a vontade revelada de Deus, tanto quanto o Novo Testamento. Não podemos desprezar Sua Palavra. Isto, evidentemente, não quer dizer que iremos oferecer sacrifícios de animais, praticar a circuncisão, evitar comer carne de porco, etc. porque tais coisas eram práticas rituais da Velha Aliança (confira em Hebreus 7.18-19). Mas a Aliança Moral, a vontade de Deus para o homem, não mudou. Por isso, é Sua vontade praticarmos a verdade e conservarmos seus mandamentos.

A Nova Aliança, a de Jesus, é espiritual. Os verdadeiros adoradores adorarão a Deus em espírito e em verdade (João 4.24). Isto dispensa a existência de qualquer imagem, escultura ou "veneração". Adoramos a Deus, o Único, o Senhor, o Salvador. Não é somente o judeu que tinha ordem expressa de não se ajoelhar diante de ídolos ou imagens. Também o cristão, porque Êxodo 20.4 não foi revogado pela nova aliança. Confira em Mateus 5.17.

Quando foi introduzido ensino sobre veneração á Maria?

Foi advogado por Duns Scotus, em 1301; foi objeto de amarga contenda pelos séculos posteriores; e não foi proclamado doutrina senão em 1854 (Pio IX).

As Escrituras concedem a Maria atributos de deidade ?

Ela era tão desamparada como qualquer outra mulher fora da graça de Deus: Lc 1:46,49; Lc 2:22.

Disse então Maria: A minha alma engrandece ao Senhor, (Lucas 1:46)

Porque me fez grandes coisas o Poderoso; E santo é seu nome. (Lucas 1:49)

E, cumprindo-se os dias da purificação dela, segundo a lei de Moisés, o levaram a Jerusalém, para o apresentarem ao Senhor (Lucas 2:22)

Ela mesma reconheceu como seu Salvador o Filho concebido milagrosamente nela (Lc 1:47)

O argumento que os veneradores de Maria e os santos não adoram as imagens mas sim a quem elas representam, tem alguma força?

Não, porque os veneradores diferenciam entre certas imagens do mesmo ser representado no mesmo formato e tamanho, atribuindo a algumas dessas imagens milagrosos poderes e concedendo-lhes honras especiais recusadas a outras. Qualquer que seja a teoria, a prática é adoração de imagens. O único nome bíblico para isto é IDOLATRIA.

Maria ocupou algum lugar superior [ou de qualquer importância] na igreja primitiva?

Não. Ela simplesmente estava na reunião de orações com os discípulos e não é sequer mencionada depois disso. Atos 1:14:

Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas, com as mulheres, e Maria mãe de Jesus, e com seus irmãos.

TEXTOS BÍBLICOS SOBRE IMAGENS

Analise detidamente cada um dos trechos seguintes e chegue á conclusão sobre as imagens de qualquer espécie:

Levítico 26.1

Deuteronômio 7.25

Isaías 42.8

Romanos 1.21-23 e Atos 17.29

2 Coríntios 6.15,16

Salmo 115.4-8

1 Pedro 4.3

1 Coríntios 12.2

Gálatas 4.8

Efésios 5.5-11

1 Coríntios 10.19,20

Lembram-se de quando o povo de Deus quis uma imagem para "representar" o Deus que os havia tirado do Egito? Fizeram uma abominável estátua de um bezerro de ouro! Leiam a história e as consequências em Êxodo 32.1-35.

Vocês acham que se eles fizessem uma "estátua de Moisés" a gravidade do pecado seria menor? Qual a diferença?

Se fosse expressa vontade de Deus, ajoelhar-se diante de imagens de homens, Ele não teria inserido vários versículos no Novo Testamento, expressamente proibindo tal prática: Gálatas 5.19-20, 1 Jo 5.21, Apocalipse 21.8, Apocalipse 22.15.

Lembrando que não existe a palavra "veneração" no Velho ou Novo Testamento, que permitam autorizar uma diferença entre "venerar" e "adorar". Quando João quis se ajoelhar diante de um anjo, não foi permitido: Apocalipse 22.8-9. Paulo não aceitou qualquer veneração a si (confira em Atos 14.11-18). Pedro, em suas cartas, não recomendou imagens, veneração a estátuas ou pessoas, etc. Ao contrário, ele as condenou: 1 Pedro 4.3. E fechou sua 2a. carta com louvor somente a Jesus: 2 Pedro 3.18. Leia também 1 Pedro 4.11. E, no livro de Atos, quando Maria estava entre os discípulos do Senhor, ela não receber qualquer “veneração” dos seus conterrâneos (Atos 1.14)!

Lembrando que há um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo (1 Timóteo 2.5).
CONCLUSÃO

Ajoelhar-se diante de qualquer imagem de escultura (seja ela de Maria ou qualquer outro santo, anjo, etc.) é idolatria, considerada abominação pelo Deus Altíssimo (Ap 21.8,27).

Nenhum comentário: